Arquivo de etiquetas: Peter Blegvad

Fernando Magalhães no “Fórum Sons” – Intervenção #84 – “Peter Blegvad (FM)”

#84 – “Peter Blegvad (FM)”

Fernando Magalhães
04.03.2002 140232
Antes de me “lançar” na “polémica” que parece estar a esboçar-se, sobre a relevância de grande parte de concertos da nova eletrónica…

…não posso deixar de recomendar a audição de “The Naked Shakespeare”, de Peter Blegvad (1983, ed. Virgin), que voltei a ouvir hoje de manhã.

Um álbum POP clássico que comprova a importância de P. Blegvad, como compositor e letrista.
A produção é de Andy Partridge, dos XTC, que também participa em várias faixas do disco (Familycat, suspeito que deverás gostar bastante, partindo do princípio que ainda não o ouviste…).

Entre uma pop excêntrica e momentos de puro surrealismo freudiano (“Irma”), o destaque vai para uma das grandes canções dos anos 80: “Powers in the air”, um falso-blues eletrónico com uma das linhas de sintetizador mais discretas mas eficazes que alguma vez ouvi.

Volto a aconselhar a audição urgente de “Jodoji Brightness”, do saxofonista Peter Apfelbaum com os Hieroglyphics Ensemble. O swing do tema “The hand that signed the paper” é assombroso. Para quem gosta de Lounge Lizards, Jazz Passengers, Ken Vandermark, etc, é imperdível!

FM
de partida para o almoço

Peter Blegvad & John Greaves – “Unearthed”

Pop Rock

5 de Julho de 1995
álbuns poprock
curtas

PETER BLEGVAD & JOHN GREAVES
Unearthed

Sub-Rosa, distri. Megamúsica


pb

Textos de Peter Blegvad, excêntricos à boa maneira britânica, declamados pelo próprio, com a ajuda do seu antigo companheiro nos Slapp Happy e Henry Cow, John Greaves. Quem estiver a pensar na anterior colaboração da dupla, o magnífico “Kew. Rhone”, pode tirar os cavalinhos da chuva. É tudo falado, sobre um fundo sonoro que acompanha a estranheza das palavras. Pelo meio, uma canção, “The only song”, pois claro, a meio caminho entre os Beatles e os Faust. (6)