Paula Cole – This Fire

07.05.1997
Paula Cole
This Fire
IMAGO, DISTRI. WARNER MUSIC

paulacole_thisfire

LINK

proliferam os discos de cantantes femininas nos quais a produção passa para a primeira linha. Mal surge uma voz com atractivos, inventam-se mil e um esquemas de produção que a enfeitem, de maneira a criar a ilusão de originalidade. Quase sempre a música assim formatada não resiste quando se remove esta camada de maquilhagem. Mas que os discos soam bem, lá isso soam. O interessante, no caso de Paula Cole, é que é ela própria que se auto-produz, actuação pouco vulgar, se levarmos em conta que “This Fire” é o seu segundo álbum, sucedendo a “Harbinger”. Paula é uma “hippie” tardia que não esconde as suas tendências místicas e ecológicas. Como tal, a sua música oferece um lado elegantemente tribal que, embora pouco profundo e algo decorativo, tem a vantagem de variar os ambientes e distrair o ouvido. Há em “This Fire” uma costela de Peter Gabriel (vocalista convidado em “hush, hush, hush”), as “ulean pipes” de Seamus Egan caem bem e, no geral, fica um gosto acentuado pelo exotismo. Além de que a menina toca uma quantidade de instrumentos cuja natureza é, no mínimo, pouco vulgar: piano, sintetizador, órgão de foles, caixa de ritmos, xilofone de brinquedo, didjeridu e clarinete. Um disco colorido que deixa um rasto de simpatia. (6)

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.