Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Como se vê se um Díodo ou um Transístor está bom, utilizando apenas o multímetro

Recentemente, numa aula de construção de placa de circuitos impressos, em que, depois de soldados os componentes e se ter verificado que o circuito não funcionava, tive necessidade de saber se um determinado transístor estava em bom estado ou não. Então constatei que não sabia como o fazer utilizando apenas o multímetro. Shame on me!
Vá de ir à net investigar. E… como (quase) sempre a rede salvou-me.
Para quem tiver essa dificuldade aqui fica o que aprendi.

Teste de Díodos (de Silício)
Para testar díodos de silício tais como os 1N914 ou 1N4001, por exemplo, tudo o que precisa é de um ohmímetro.
Se o ohmímetro for analógico seleccione um dos campos de medida menores (ex: 0-20kΩ), e meça a resistência do díodo em ambos os sentidos:
. Se obtiver zero em ambos os sentidos, o díodo está estragado (em curto-circuito).
. Se obtiver infinito em ambos os sentidos, o díodo também está estragado (em circuito-aberto).
. Se obtiver infinito num sentido e zero no outro, então o díodo está bom.

Se o multímetro for digital, meça a resistência em ambos sentidos.
Num sentido o ohmímetro deve indicar um circuito aberto (resistência infinita). No outro sentido deverá indicar um valor baixo (frequentemente à volta de 600 Ω). Isso indica-lhe que o díodo está bom.
Tal como anteriormente, se medir infinito em ambos os sentidos, o díodo está estragado (circuito-aberto); se medir uma resistência baixa em ambos os sentidos, o díodo está estragado (em curto-circuito).

Teste de Díodos já ligados no Circuito
No caso de já ter o díodo inserido no circuito (ou até soldado), deve proceder do seguinte modo:
. Desligue a alimentação do circuito;
. Desligue (ou dessolde) um terminal do díodo;
. Proceda como indicado na secção anterior.

Saber a Polaridade do Ohmímetro
Para saber a polaridade do seu ohmímetro (se não o souber) pode proceder de dois modos:
1. Com outro multímetro, a trabalhar como voltímetro, no campo de medida de 20 Volts, por exemplo, meça a tensão dos terminais do ohmímetro para determinar qual é o terminal/ponta de prova positivo.
2. Pegue num díodo que tenha a certeza que está bom e ligue-o nos terminais/pontas e prova do ohmímetro. Quando o ohmímetro medir um valor saberá que o terminal/ponta de prova ligado ao ânodo do díodo é o positivo e o terminal/ponta de prova ligada ao cátodo é o negativo.

Teste de Transístores

Assumindo que sabemos se o transístor é NPN ou PNP, e assumindo que sabemos qual dos terminais é a base (B), qual é o colector (C) e qual é o emissor (E), então basta testar as junções B-C e B-E tendo estas que se comportar como díodos, isto é, como junções PN que na realidade são.
Se uma destas junções não estiver boa, então o transístor está estragado.
Também se deve verificar a resistência entre C e E usando uma escala grande do ohmímetro (ex: 2 MΩ). Neste caso, tenha o cuidado de não tocar com os dedos nas pontas de prova ou estará a medir a resistência da sua pele.
Se o transístor estiver bom deve obter um circuito aberto (resistência infinita), lendo do colector para o emissor (sílicio) ou uma resistência elevada (germânio).

Utilização do Multímetro para distinguir um PNP de um NPN
Se não souber se o transístor é NPN ou PNP, então pode esclarecer essa dúvida usando apenas o multímetro, desde que saiba identificar o terminal positivo desse multímetro.
Assumindo novamente que sabe identificar os terminais C, B e E do transístor, faça o seguinte: Ligue a ponta de prova positiva do ohmímetro à Base (B). Toque com a outra ponta de prova do ohmímetro no colector (C9. Se obtiver uma leitura, o transístor é NPN. Para confirmar, mude a ponta de prova negativa do colector para o emissor e deverá obter também um valor no ohmímetro.
Se o ohmímetro ler circuito-aberto (resistência infinita), então ligue a ponta de prova negativa do ohmímetro à base (B) e a ponta de prova negativa ao colector (C). Se obtiver um valor medido, então o transístor é PNP. Do mesmo modo que fez anteriormente, confirme que obtém também uma medida se mudar a ponta de prova positiva do colector para o emissor (E).

Verificação de Transístores ligados no Circuito
No caso de já ter o transístor inserido no circuito (ou até soldado), deve proceder do seguinte modo:
Com a alimentação desligada, pode tentar algumas das medidas indicadas acima. Contudo, as leituras podem ser “falsificadas” devido às resistências e/ou outros componentes que tenha também inseridos nesse circuito.
Deverá então desligar do circuito a base (B) antes de fazer as medições.

Os Zeners e os Leds ficam para artigo posterior.

Tags: , , , ,

Votar:
0 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 5 (0 votos, average: 0,00 em 5)
Tem de se Registar para votar neste post.
Loading...Loading...
Imprimir: Imprima este post Imprima este post
Incorporar no seu site/blog:
Leituras: 7.978 leituras

1 comentário

1 jusie durval { 07.17.12 at 20:56 }

gostaria da ajuda de meus amigos da internet tenho uma tv samsung CL21m21mq toda vez que ligo queima o fusivel se vc poder me ajudar eu agradeço obrigado

Deixe-nos um comentário