Arquivo de etiquetas: Manus Lunny

Andy M. Stewart & Manus Lunny – “At It Again”

Pop Rock >> Quarta-Feira, 02.12.1992


ANDY M. STEWART & MANUS LUNNY
At It Again
CD Green Linnet, distri. Megamúsica



Colaboração assídua têm mantido Andy M. Stewart (vocalista dos Silly Wizard) e o mestre do bouzouki Manus Lunny, por vezes em colaboração com outro músico dos Wizard, o acordeonista / teclista Phil Cunningham (2Fire in the Glen”, com reedição recente no selo Shanachie, distribuído pela MC-Mundo da Canção). “Ati t again” apresenta o duo num momento de inspiração, o que não acontecia no disco anterior, “Dublin Lady” no qual a veia criativa de Stewart tendeu para a composição de baladas que roçam a sonolência.
Nos melhores momentos e em melhores canções, como é o caso, o vocalista revela atributos suficientes para não o deixarem ficar mal quando comparado a Andy Irvine, com quem partilha semelhanças ao nível do timbre, textura e inflexões da voz. No seu novo trabalho a solo, inteiramente dedicado às canções de Robert Burns – “The Songs of Robert Burns” – alterna o melhor com o pior.
Em “Ati t again”, as composições do vocalista rivalizam com outras de Lunny e alguns tradicionais (interessante a recriação de “the haughs of Cromdale”, tão diferente, por exemplo, da versão dos Five Hand Reel, em “For ‘a that”). Em todas elas as vocalizações de Andy M. Stewart colocam em relevo os aspectos que mais o valorizam: o toque suave e caloroso do timbre, a flexibilidade tonal, as “nuances” que emprestam a temas como “The exile of Erin” uma originalidade que sabendo respeitar os “cânones” tradicionais, lhe conferem um cunho pessoalíssimo. O acompanhamento instrumental, composto por”uillean pipes” e “whistle” (Ronan Browne), rabeca (Charlie McKerran), teclados e acordeão (Donald Shaw) e “bodhran” (Damian Quinn), permite uma excepcional riqueza de arranjos que fazem de “Ati t again”, exceptuando o horror da capa, a obra até agora mais conseguida do duo. (8)