Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Curso de Grafcet (pt. 4 de 7)

PROJECTO – EXEMPLO (1)

Vamos ver agora, através de um exemplo, como se faz um projecto em Grafcet na sua totalidade.
Neste primeiro projecto vamos fazer o projecto todo “manualmente”, fazendo-se, no final a programação ladder resultante, que poderá se depois carregada para o autómato.
Na secção seguinte faremos todo o projecto (desde o grafcet) em software específico, o CX-Programmer, software esse que é depois capaz de descarregar automaticamente o programa para o autómato, a partir exactamente do Grafcet.

Enunciado:

Queremos criar um automatismo para comandar uma guilhotina, com as seguintes características.
. No estado inicial o automatismo encontra-se no estado de espera;
. Quando o operador prime um dos dois botões de pressão do sistema, este deve passar para um estado em que aguarda que seja pressionado o outro botão.
Nota: Por razões de segurança a guilhotina só pode cortar se o operador tiver as duas mãos ocupadas, cada uma a premir um dos botões.
Caso passem 5 segundos sem que o 2º botão seja premido, o sistema volta ao estado inicial.
Se antes de passarem os cinco segundos entre o premir de um botão e o premir do outro, ou seja, com os dois botões premidos em simultâneo, o sistema avança para outro estado, no qual a guilhotina inicia a operação de corte;
. Aqui, enquanto o corte é efectuado, se algum dos botões deixa de ser premido o sistema evolui para um novo estado e só sai dele, para o estado inicial, quando os dois botões deixarem de estar pressionados (assim se evita o reinício do processo se algum botão ficar “encravado”)
Caso os botões continuem premidos a guilhotina corta e quando atinge o final do corte passa para um estado novo
. Neste novo estado é lançada uma temporização de 5 segundos (tempo de segurança até novo corte) mas só passa para o estado inicial ao fim destes 5 segundos quando nenhum dos dois botões estiver premido.
Nota: assim se obriga o operador a largar os dois botões antes de se iniciar um novo processo de corte e se garante também que nenhum botão fica “encravado”.

Grafcet

Atribuição de Bits / Endereços:

Estados:
Estado Bits
E0 200.00
E1 200.01
E2 200.02
E3 200.03
E4 200.04

Transições
Transições Externas Entradas Descrição
b1 000.01 Botão mão direita
b2 000.02 Botão mão esquerda
fc 000.03 Fim de curso lâmina

Transições Internas Entradas Descrição
t1 TIM001 Tempo máximo entre botões
t2 TIM002 Tempo entre cortes

Acções
Acção Externa Bit / Estado Saída Operação
A+ (cilindro) 200.002 010.00 Guilhotina efectua o corte

Acções Internas Bit / Estado Saída Operação
T1 200.01 TIM001 Temporizador de 0,5 s
T2 200.04 TIM002 Temporizador de 5 s

Equações dos Estados
E0: 253.15 + 200.01 • TIM001 + 200.03 • /000.01 • /000.02 + 200.04 • /000.01 • /000.02 • TIM02
[ SET (200.00), RSET (200.01, 2003.03, 200.04) ]

E1: 200.00 • (000.01 + 000.02)
[SET (200.01), RSET (200.00)]

E2: 200.01 • 000.01 • 000.02 • /TIM001
[SET (200.02), RSET (200.01)]

E3: 200.02 • (/000.01 + /000.02)
[SET (200.03), RSET (200.02) ]

E4: 200.02 • 000.01 • 000.02 • 000.03
[SET (200.04), RSET (200.02)]

Programa Ladder




Agora era só digitar este programa, por exemplo no software Syswin, e depois carregá-lo para o autómato através de cabo próprio, por exemplo para o CPM1A. Ou então, passar este programa ladder para lista de instruções e introduzi-lo manualmente no autómato, por exemplo no C20K.

Fevereiro 23, 2009   Não há comentários

Protegido: Curso Básico de Electrónica Prática – Capítulo 3 (b): Soldadura de Componentes

Este conteúdo está protegido com uma senha. Para o visualizar, por favor insira a sua senha abaixo:

Outubro 27, 2008   Introduza a sua senha para ver os comentários.