Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

O “fim” da indústria livreira, tal como já tivemos o “fim” da indústria discográfica?

No Futuro
Sai uma bica… e um livro!
A primeira máquina impressora, encadernadora e vendedora de livros acaba de ser instalada no centro de Londres, na livraria Blackwell de Charing Cross Road. Chama-se Espresso Book Machine e a sua grande originalidade é que imprime os livros, tal qual como se saíssem da gráfica, num instante. O diário Telegraph, que foi um dos primeiros clientes deste serviço, explica que encomendou uma “cópia quentinha” de Crime e Castigo de Dostoievski – um livro de 400 páginas – e que, ao ritmo de 100 páginas por minuto, a máquina “cuspiu” a obra em “pouco mais de cinco minutos”. Foram a seguir precisos mais uns quatro minutos para finalizar a encadernação e aparo do volume encomendado. Uma vez acabada, esta edição instantânea revelou-se, diz o diário britânico, em tudo idêntica a uma impressão convencinal. A máquina, cujo acervo é composto por mais de 400 mil títulos – incluindo obras raras ou esgotadas, que por vezes procuramos sem sucesso nos alfarrabistas – custa 76 mil euros e cobra 55 euros por um livro de 200 páginas. Mas isso pode mudar… e os livros mais insólitos tornarem-se tão fáceis de “tirar” como uma chávena de café expresso.
maquinalivros1
Ana Gerschenfeld, Público, 01.05.2009

Posts Relacionados:

0 comentários

Ainda não há comentários...

Mande uns "bitaites" preenchendo o formulário abaixo.

Deixe-nos um comentário