Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Integrador com Ampops

Integrador
Alguma das considerações que aqui fazemos estão estudadas no post 160 sobre o estudo do Ampop, pelo que nos limitaremos a usar alguns desses resultados, já comprovados nessa altura.

Vamos analisar o funcionamento deste circuito fazendo a já nossa habitual determinação da expressão do ganho de tensão do mesmo.
Se considerarmos o Ampop como ideal, o que é uma excelente aproximação, as correntes de entrada são nulas; e que a tensão do terminal – é zero (curto-circuito virtual).
Nesse caso virá então ir = – iC
Por outro lado, sabemos do estudo do condensador que:


Teremos então

ir = vC/R –> iC = -vC/R –>

Expressão que nos mostra que a tensão de saída do circuito (vs) é proporcional ao integral da tensão de entrada (ve), sendo a constante de proporcionalidade – 1/RC.
Está então provado que se trata de um circuito integrador.
Por exemplo se aplicarmos uma tensão sinusoidal na entrada teremos na saída uma tensão desfasada de -90o pois o integral do sen é o –cos.
Ou, se introduzirmos uma onda quadrada na entrada obtemos na saída uma onda triangular, o que nos vai ser de grande utilidade quando estudarmos, num post posterior, um gerador de funções que gera uma tensão sinusoidal, a partir desta uma quadrada e a partir desta uma triangular por integração.

Posts Relacionados:

1 comentário

1 Fábio Lucio { 11.17.09 at 23:31 }

Ótimo. Gostei muito do trabalho e a liguangem de vcs.

Deixe-nos um comentário