Arquivo de etiquetas: Muslimgauze

Muslimgauze – “Citadel”

Pop Rock

28 de Setembro de 1994
ÁLBUNS POP ROCK

Muslimgauze
Citadel

Extreme, import. Ananana


citadel

No início de uma discografia que já se aproxima das duas dezenas de títulos, entre os quais quatro gravados para a Extreme, os Muslimgauze (“névoa muçulmana”), um grupo enigmático originário de Manchester, propunham a guerrilha sonora assente em torrentes de ritmo metálico algures entre os Test Dept. e a escola dura de dança da “electronic body music” europeia, infiltrada por alusões e referências em defesa da causa árabe. “Citadel” suaviza o discurso, razão por que este se torna talvez ainda mais perturbante. As sombras adensaram-se. As percussões recuaram e os sintetizadores são como espectros mantidos em expectativa na retaguarda, prestes a atacar. A raiva vem à superfície e a tentação techno aflora em “Opel”. Mas na maioria dos temas os Muslimgauze preferem a surdina ao grito, a hipnose à tortura, o subliminar ao ostensivo, inscrevendo a sua música ao lado da dos seus conterrâneos O Yuki Conjugate. Uma citadela que se ergue, qual Babel, até às nuvens mas que para muitos poderá parecer impenetrável. (7)



Muslimgauze – The Inspirational Sounds of Muslimgauze

05.01.2001
Muslimgauze
The Inspirational Sounds of Muslimgauze
Universal Egg, distri. Sabotage
8/10

muslimgauze_inspirational

LINK (“Citadel” – 1994)

“Comecei a interessar-me pela música dos Faust e dos Can, pelo punk e pela música industrial, mais tarde pelas músicas árabe e indiana”. “A minha música é influenciada por acontecimentos particulares, tenham eles origem na Palestina, no Irão ou no Afeganistão”. “É fina a linha que separa a doutrinação da informação”. “A nossa música não é política, a maneira como a fazemos, sim”. São declarações recolhidas de entrevistas com Bryn Jones, mentor dos Muslimgauze, falecido em 1999 vítima de uma infecção rara. “The Inpsirational Sounds…” reúne excertos de uma discografia extensa por uma banda de activistas de Manchester fascinada pela ideologia muslim. Música ritualística, com cheiro a pólvora, que ao longo das últimas duas décadas explorou os terrenos minados que vão dos Young Gods a Meira Asher.