Martin Rev – “Marvel”

Sons

23 de Abril 1999
REEDIÇÕES


Martin Rev
Marvel (8)
Daft, distri. Ananana


mr

Martin Rev, teclista dos Suicide, editou em 1980 o seu primeiro álbum a solo, intitulado simplesmente “Martin Rev”, numa edição cremos que exclusiva para o mercado norte-americano. “Marvel” é, no fundo, a reedição desse disco, ao qual foram acrescentados dois temas, “Cool train” e “Marvel” (o mais extenso, com os seus 12m50, a justificarem, talvez, a sua escolha para título) e uma nova capa de fazer fugir, embora a gravura original esteja reproduzida do outro lado. “Martin Rev” soa como se imagina que deve soar: os Suicide sem a voz de Alan Vega. Sons nevróticos e repetitivos onde Rev põe à prova os nervos dos ouvintes, fazendo fritar os sintetizadores e os neurónios em ragas industriais com a mesma acutilância e poder de dilaceração da broca de um dentista. Mas “Martin Rev” possui um fascínio muito especial, no modo como os oito temas que compõem a edição original conseguem transformar a monotonia rítmica e a neurose do metal e da electricidade em peças com um estranho poder hipnótico. Ao contrário, porém, da música industrial, como ficou tipificada na época, segundo a fórmula caos electrónico mais ruídos de fábrica mais cirurgia de amputação de tudo o que pudesse ser agradável ao ouvido, “Martin Rev” ostenta uma disciplina férrea, um sentido harmónico e uma noção de sentido único que fazem deste trabalho a banda sonora ideal para uma viagem rodoviária. Não da mesma maneira que “Autobahn” dos Kraftwerk, não sobre o cimento da auto-estrada, mas antes como uma “trip” através dos postes de alta tensão, a sobrevoar as corridas contra a morte dos personagens de “Crash”.



Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.