More República Masónica – “Blow Your Mind”

Pop Rock

7 de Junho de 1995
álbuns portugueses

More República Masónica
Blow Your Mind

ED. NUMÉRICA


mrm

“Give me the seeds of your insanity” cantam os MRM no tratamento inicial de electrochoques de “Mad river”, sob a sombra ameaçadora de um “riff” que poderia ser dos Led Zeppelin ou dos MC5. É só rock and roll, cantado em inglês, com um pé nos anos 70 e outro nos 90, uma explosão da consciência, através da “meditação supersónica”, “recomendado”, pelo grupo, aos pacientes, “quando se verifiquem sintomas de perda de conhecimento originados pela síndrome pós-seattleano”. Não é remédio santo nem os quatro elementos do grupo se levam a si próprios muito a sério, quando vestem a pele de um “Soul preacher” cheio de veneno e vazio de moral ou se sujam na sonoridade de garagem de “Butt”. “Everyday’s blues”, um dos temas mais conseguidos do disco, trepa pelas costas do psicadelismo, ou da ideia que os MRM têm do psicadelismo, e desce ressacado pelo outro lado. Ziggy Stardust regressa com grau máximo de acidez em “I’m free” e “Man out of me” não destoaria numa estação de pesados FM. A história dos More República escreve-se sobre um novelo de passados desencontrados do rock anglo-americano das últimas duas décadas, volta a cara às correntes dominantes, faz paródia com elas e segue a correr sobre os “riffs” da guitarra e do baixo para um lugar que, se calhar, nem eles sabem onde fica, onde a regra é a distorção, o refúgio, o ruído (“Rev.jam”) e os alvos a alienação (“Tunnelvision”, outro dos instantes fortes de “Blow Your Mind”) e a pulverização de referências. Se a verdade, como eles dizem em “Too much reality”, está “na cabeça” e a realidade “é demasiado rápida”, o que é que se pode fazer? Estourar a cabeça! (7)



Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.