Ala Dos Namorados – “Por Minha Dama”

POP ROCK

17 de Maio de 1995

álbuns portugueses

Coração Maltez

ALA DOS NAMORADOS
Por Minha Dama (7)

ED. E DISTRI. EMI-VC


an

Faltava, entre o fado e o Quinto Império, um álbum despretensioso e com a beleza simples desta segunda prestação em disco da Ala dos Namorados. Sem grandes preocupações formalistas ou conceptuais, os quatro músicos pintaram uma aguarela que também mergulha nas raízes históricas do país, mas o faz com uma leveza que está ausente noutros projectos de índole semelhante. A voz de contratenor de Nuno Guerreiro paira sobre suaves envolvências que beberam na tradição musical portuguesa, como em “Coração maltês” ou no “cante” de “Alentejo (canção de ida e volta)”, no fado, como em “Fado de cada um”, de Silva Tavares e Frederico de Freitas, que Nuno dedicou a Amália Rodrigues, ou nas marchas populares lisboetas, como na exuberante “História do Zé Passarinho”. As palavras de João Monge constituem uma base poética forte que João Gil e Manuel Paulo aproveitam da melhor maneira, sem sobrecarregar as canções com desperdícios, mas valorizando o essencial das linhas melódicas e os característicos desenhos do vocalista. Vibrafones em suspensão, teclados em constantes jogos de luz conferem, por sua vez, a “Por Minha Dama” colorações de uma jazz aquático, de arestas bem limadas, o que acentua ainda mais a impressão de pureza e alguma inocência que são um dos principais atractivos do disco. A par da curiosidade de escutar a forma como a voz de Nuno Guerreiro se experimenta nas regiões mais graves, no balanço swingante de “O dia incerto”. O tema de abertura, “O baile da viela”, promete circular no éter durante muito tempo, saindo directamente de uma tradição que remonta à “Lenda de el-rei D. Sebastião” e à “Balada para Dona Inês”, do Quarteto 1111. Um disco a merecer tempo de repouso e depuração, da casta dos verdadeiros portugueses suaves.



Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.