Rafael Toral – “Sound Mind, Sound Body”

POP ROCK

15 de Fevereiro de 1995
álbuns portugueses

Rafael Toral
Sound Mind, Sound Body

ED. E DISTRI. ANANANA


rt

Estreia a solo do guitarrista, se descontarmos a sua dupla participação na colectânea “Em Tempo Real”, incluindo a colaboração com os No Noise Reduction. Quatro temas (contando como um as duas versões de “Loopability”), compostos entre 1987 e 1992, primam pela falta de originalidade e pouco mais mostram do que exercícios de estilo razoavelmente decalcados de músicos como Robert Fripp (sobreposição de contínuos electrónicos em “A E R 4”) da época de “Evening Star”, com Brian Eno, Fred Frith (“A E R 7 E” nas suas divisões do tempo ao longo de 12 monótonos minutos) e Glenn Branca, nas harmonizações massificantes, efectuadas ao vivo com Sapo, Jorge Pinheiro e João Oliveira e Silva, na Galeria Monumental em Dezembro de 1991. Os dois temas intitulados “Loopability” não passam disso mesmo, manipulações básicas de fitas magnéticas, com recurso ao sampler, sem qualquer aspecto minimamente estimulante ou, no mínimo, interessante. Não se percebe a finalidade deste disco. Estamos em 1995, não em 1975. A guitarra evoluiu. Toral deveria fazer o mesmo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.