John Mayall – “London Blues, 1964-1969”

Pop Rock

28 JULHO 1993
BLUES

“BLUES” PROGRESSIVOS

JOHN MAYALL
London Blues, 1964-1969

2xCD, Decca, distri. Polygram


jm

Durante os anos 60 o “rhythm ‘n’ blues” reinou na Grã-Bretanha até que a vaga “progressiva” veio ocupar o seu lugar. Os “blues” brancos atingiram igualmente o apogeu, sendo o género praticado pela maioria das bandas britânicas da época, enveredando gradualmente parte delas pela “progressive music”, na passagem para a década seguinte. John Mayall, um caso sério de fidelidade aos “blues”, ao ponto de continuar a dedicar-se a este género musical no álbum novo já deste ano, “Wake up call”, foi um dos principais cultores do movimento. Influenciado por Josh White e pelo grande Big Bill Broonzy, Mayall tocou com Alexis Korner, um dos gurus dos “bluesmen” ingleses, formando mais tarde os Blues Syndicate e posteriormente os Blues Breakers, banda que ainda hoje o acompanha.
“London blues”, abrangendo o seu melhor período, é um festival de “feeling” e de proezas guitarrísticas assinadas não só por si como pelas futuras estrelas Eric Clapton, Mick Taylor e Peter Green, este prematuramente desaparecido, membro da formação inicial dos Fleetwood Mac, ao lado de John McVie e Mick Fleetwood, também participantes no disco. Outros nomes importantes aqui presentes incluem John Almond e Jon Mark (que viriam a constituir a formação de “blues progressivo” Mark-Almond), Paul Butterfield e Dick Heckstall-Smith, da banda de jazzrock If. Na bateria figuram Aynsley Dunbar (tocou com Frank Zappa), Keef Hartley e Jon Hiseman, líderes respectivos das bandas de “blues progressivo” Aynsley Dunbar Rataliation, Keef Hartley Band e Colosseum. Chris Mercer, Alan Skidmore e Henry Lowther, nomes-chave da cena de novo jazz britânico que então também despontava, participam igualmente nestas gravações, extraídas, entre outros, dos álbuns “Bluesbreakers with Eric Clapton”, “A Hard Road”, “Raw Blues”, “The Blues Alone”, “Bare Wires” e “Blues from Laurel Canyon”, bem como lados A e B de singles. Um bom complemento para a caixa recentemente editada dos Canned Heat. (8)

aqui



Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.