Appliance – “Manual”

15.10.1999

Appliance
Manual (7)
Mute, distri. Zona Música

LINK

Os Appliance são David Ireland e James Brooks, dois antigos companheiros de escola que passaram o tempo a ouvir os velhos discos dos Neu! e dos Can antes de se juntarem, em 1995, a um terceiro elemento, Michael Parker, um construtor obsessivo de pedais para o baixo e de geradores de frequência. Depois da obrigatória passagem pelo programa de John Peel e de uma série de singles e EP, como “Organised Sound” e “The Time and Space EP”, gravados para a sua própria editora Surveillance, os Appliance gravaram finalmente em Abril já deste ano o primeiro álbum para a Mute, “Food Music”. “Manual”, segundo álbum para esta editora, é o enésimo exemplo da apropriação da batida dos Neu! por uma nova banda enquanto a referência aos Can tem menos a ver com o minimalismo sobrenatural do grupo alemão do que com a suavidade das vocalizações de James Brooks, passíveis de remota comparação com Malcolm Mooney. O instrumental de abertura, “Soft Landing”, um curioso “pastische” de “Cheree” dos Suicide, não tem continuação, acabando “Manual” por soar mais aos Wire (“154”, desta banda, é um dos primeiros álbuns pós-rock de sempre…) do que a qualquer clonagem de krautrock, mantendo um balanço equidistante do pós-rock e do eixo mais electrónico de Manchester dos anos 80. A ficha técnica, impressa em série na capa interior, exibe orgulhosamente um estendal de mais de 50 instrumentos e artefactos sonoros utilizados pelos Appliance, ultrapassando as mais carregadas listas dos Yes, Gentle Giant ou Tangerine Dream…

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.