Peter Jefferies – Substatic

26.02.1999
Peter Jefferies
Substatic (6)
Emperor Jones, distri. Música Alternativa

peter-jefferies-substatic-front-copy

peter-jefferies-substatic-rear-copy

LINK

Natural da Nova Zelândia, Peter Jefferies caminha em passo solitário nas franjas do pós-rock. “Substatic”, quarto álbum da sua discografia, sucede a “Elevator Madness” (também editado em Portugal) mas, ao contrário deste, é totalmente instrumental. Embalado numa capa imbuída de duplo sentido ( a miríade de luzes tanto sugere uma galáxia de estrelas como pontos luminosos de um ecrã de televisão fora das horas de emissão), “Substatic” investe na linearidade, no volume e na saturação de “riffs” que constantemente hesitam entre a música industrial, o proto pós-rock dos This Heat ou simplesmente o rock, sem outros atributos para além da estridência e do monocordismo. Curioso a princípio, devido a um certo efeito de hipnose que começa por ser capaz de provocar, num registo muito semelhante ao de Roger Miller, nos No Man, “Substatic” acaba por derivar para a simples agressão (em “Damage”) ou para a manipulação gratuita de “loops” (em “Kitty Loop”) antes de a música se apaziguar nos 15 minutos finais de “Three movements”, um crescendo, em acumulação, de notas soltas de guitarra e piano e longínqua chuva de sintetizador cujo principal efeito é pôr a nu as óbvias limitações de Jefferies enquanto instrumentista. Um álbum interessante mas sem rasgos que acaba por se tornar monótono e, como consequência, cansativo.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.