Talking Heads – The Name of this Band is Talking Heads

10.12.2004
Talking Heads
The Name of this Band is Talking Heads
2xCD Sire, distri. Warner Music
8/10

LINK

O nome desta banda é Talking Heads. O nome desta banda foi bem posto. É uma cabeça mutante, mais intoxicada com a realidade do que com as drogas ou com a electricidade, como se dá a entender na dose dupla “Electricity (drugs)”, “Drugs (electricity””, deste manual ao vivo. “TNOTBITH” aparece pela primeira vez em compacto e vem mais gordo do que a edição original em vinilo editada em 1982. Assim, o primeiro CD junta às gravações originais de 1977 e 1979, o ano que faltava, com nove temas extra de 1978. No segundo CD, mais “funky”, surge pela primeira vez a totalidade das canções interpretadas pelos Talking Heads com a formação de dez elementos de “Remain In Light” e do “Remain In Light Tour” de 1980. O “set” dobrou, de sete para 14 canções. Aqui se congrega tudo o que fez dos TH uma das grandes bandas “new wave” com miolos, o poprock cortante, a melodia sem atilhos, a demência controlada e um vocalista apoplético nas suas danças de fantoche à beira de um ataque de nervos. Cada canção era um achaque controlado por sons de uma incisão matemática. O “psycho killer”, como os demais serial killers, é um criminoso metódico. Na altura, um crítico americano, ao comentar os gritos que Byrne enfiava nas suas vocalizações, via nisso uma incapacidade deste em lidar com a língua inglesa. Falso. Byrne tinha (agora tem menos) era a cabeça a ferver.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.