Soft Machine – 4th/5

15.06.2001
Soft Machine
4th/5
Columbia, import. Lojas VC do Chiado
8/10

LINK

Como já tinha acontecido com “Six”, mais dois álbuns dos Soft Machine tiveram honras de remasterização, agora num pacote “dois-em-um” que junta “4th” e “5”, de 1971 e 1927, correspondentes à fase mais jazzística deste grupo que nos anos 60 inventou o som de Canterbury. Mas “Third” afastara já para longe da sua formação os gnomos Daevid Allen e Kevin Ayers, mantendo-se apenas Robert Wyatt como último representante de uma sensibilidade pop no grupo. Wyatt apenas participa em metade de “4th”, álbum de jazz rock dominado pela “suite” “Virtually”, composta por Hugh Hopper, e pela álgebra do órgão electrónico de Mike “fuzz” Ratledge. Uma música simultaneamente difícil e quente que explorava terrenos paralelos aos dos Weather Report de “I Sing the Body Electric” e que no álbum seguinte, “5”, se embrenharia num esquematismo onde alguns veriam apenas frieza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.