Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Curso Introdutório de Pneumática (Parte 1/7)

INTRODUÇÃO À PNEUMÁTICA

Energia Pneumática

A utilização do ar como forma de energia é conhecida há milhares de anos.
A própria palavra “pneumática” deriva do grego “pneuma” que significa respiração, vento, movimento do ar, e que trata do comportamento das substâncias no estado gasoso.

A energia pneumática que é utilizada nos processos industriais vem da compressão do ar da nossa atmosfera, compressão essa que é realizada por um equipamento que se chama… adivinharam, compressor.
Esta máquina comprime o ar e guarda-o num reservatório, sendo depois utilizado à medida das suas necessidades pelo nosso sistema pneumático a ele ligado.

Sistemas Electropneumáticos

Nos actuais processos industriais cada vez mais se assiste à combinação, num mesmo sistema automatizado, de vários tipos de equipamentos que, por sua vez, são alimentados pelas mais variadas formas de energia.
Daí a necessidade dos actuais técnicos conhecerem todos estes equipamentos quer eles sejam pneumáticos, hidráulicos, eléctricos ou electrónicos.
É essa a única forma de compreenderem todo o sistema no seu conjunto e poderem assim actuar sobre ele, quer projectando-o quer procedendo à sua montagem, manutenção e reparação.

pneumatica1_2

Elementos de Controlo

Trata-se de um circuito eléctrico que recebe as informações dadas pelos sensores e em função dessas informações, atendendo ainda à sequência de operações que foi projectada para o sistema, gera os sinais eléctricos que envia para os elementos de comando, que irão actuar em conformidade com a natureza desses sinais.

Elementos de Comando

No caso da electropneumática são válvulas pneumáticas que recebem os sinais dos elementos de controlo e, face a esses sinais, accionam em conformidade os elementos de trabalho.

Elementos de Trabalho

São os equipamentos que transformam a energia pneumática noutras formas de energia.
No nosso caso serão os cilindros pneumáticos ou motores pneumáticos, que transformam a energia pneumática em energia mecânica.
Para além disso, estes elementos de trabalho também dão sinal aos sensores sobre a situação em que se encontram, de forma a estes poderem, por sua vez, informar os elementos de controlo.

Elementos de Sinal

São sensores eléctricos que informam continuamente os elementos de controlo sobre a situação
em que se encontram os elementos de trabalho, fechando-se assim o ciclo do processo.

Exemplo: Um cilindro pneumático atinge uma determinada posição e ao fazê-lo faz actuar um sensor de movimento. Este, uma vez actuado, informará o elemento de controlo, que dará ordem ao elemento de comando para ordenar ao elemento de trabalho que pare nessa posição.

Posts Relacionados:

0 comentários

Ainda não há comentários...

Mande uns "bitaites" preenchendo o formulário abaixo.

Deixe-nos um comentário