Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Curso Básico de Electrónica Prática: capítulo 1

Iniciamos, com este post, um curso de electrónica prática básico. Para já indicamos o material imprescindível para se poder começar a trabalhar em projectos e montagens electrónicas, por simples que sejam.
Seguir-se-ão, conforme o tempo o permitir outros capítulos, tais como: segurança no trabalho em electrónica; grandezas eléctricas; componentes mais utilizados em projectos electrónicos, etc., e, depois alguns projectos concretos que poderá montar em sua casa ou na escola.
Caso pretenda continuar a acompanhar este curso, registe-se no nosso blogue para poder ler os próximos posts do curso de forma completa e subscreva o nosso feed para poder receber alertas sobre esses mesmos posts que compõem o curso, quando forem publicados, bem como alertas sobre todos os outros posts aqui publicados.

Curso de Electrónica Prática

1. Kit Básico
Para começar a efectuar trabalhos de electrónica como hobby ou como estudante de iniciação, convém, previamente, obter algumas ferramentas imprescindíveis.
Com o andar da carruagem, à medida que o entusiasmo vai crescendo, muitas outras serão adquiridas ou substituídas por modelos melhores (e mais caros), mas para já detenhamo-nos no kit básico que devemos sempre ter à mão:
SOLDADURA
– Ferro de Soldar
Compre um de cerca de 30 watts, de preferência num pacote que traga vários bicos, de diferentes forma e espessuras, de forma a poder trabalhar em diferentes tipos de projectos. Também convém verificar (por motivos de segurança) se a ficha do ferro tem fio de terra.
ferro de soldar
– Bicos para ferro de soldar
Se o ferro que comprou não trouxer um conjunto de bicos, pelo menos um de 3/64 “ é aquele que é usado nos trabalhos mais comuns e que, por isso, deve ter/comprar. No caso de precisar de soldar em placas de circuito impresso é preciso um mais fino: 1/64 “
bicos para ferro de soldar
– Base para ferro de soldar
É uma peça indispensável para pousar o ferro de soldar quando não o está a usar e para arrefecer quando acaba o seu trabalho. Pode crer que a temperatura do bico do ferro é muito elevada e à mais pequena distracção é queimadura pela certa, ou em si próprio ou onde o pousar (mesa, placa de circuitos, etc.).
base para ferro de soldar
– Esponja húmida
Entre cada trabalho de soldadura que efectua é conveniente limpar sempre o bico do ferro com esta esponja, de modo a limpá-lo completamente e, assim, estender a sua duração.
esponja húmida
– Pavio de solda
É um bocado de fio de cobre plano para embeber a solda quando uma soldadura não sai bem ou fica disforme. Há quem use também uma bomba dessoldadora que chupa a solda
pavio de solda
– Solda
O tipo standard é o 60/40, isto é, é constituído por 60% de estanho e 40% de dissolvente, sendo que este ajuda a limpar os contactos que estamos a soldar de modo a que a solda agarre melhor. Como sugestão, comprem solda de 0.032” de diâmetro.
solda
– Pasta de limpeza dos bicos
É um produto a usar como complemento da esponja acima referida. A esponja usa-se sempre que acabamos um trabalho, a pasta de tempos a tempos.
pasta de limpeza de bicos
FURAÇÃO
Outro dos trabalhos frequentes dos projectos de electrónica é a furação. Furação de placas de circuito impresso, de caixas (de madeira ou plástico) para colocar o projecto, etc.
Sugerimos que compre um berbequim de 3/8 “ ou ½ “ de abertura (onde se colocam as brocas). Se possível compre uma que não seja necessário ligar à corrente para que o fio da extensão não atrapalhe.
berbequim
brocas
CORTE
Outra operação comum são os cortes, pelo que precisamos de serras.
– Serra de arco manual – para cortar aberturas, com formas circulares ou outras, nas caixas de plástico ou madeira, por exemplo para colocar um alto-falante.
serra de arco manual
– Serra de mão convencional – para cortes directos/rectos em plástico e madeira
serra manual standard
– Mini-Serra de mão convencional – às vezes não temos espaço para usar a anterior
mini serra de mão convencional (standard)
De referir que todas estas serras podem operar com diversos tipos de folha (para os diversos materiais), pelo que deverá também adquirir uma série delas que lhe permitam efectuar o máximo tipo de trabalhos.

DIVERSOS
Muitas das ferramentas que iremos apontar de seguida já as deve ter em casa. Se não for o caso, adquira-as também.
– Conjunto de chaves de fenda de precisão – quer das normais quer das chamadas chaves Philips, que são aquelas que terminam numa cruzeta/estrela.
chaves de fenda de precisão
– Alicate de pontas redondas pequeno – para dobrar e inserir os fios na breadboard
alicate de pontas redondas pequeno
– Alicate de pontas de tamanho normal – para quando é preciso mais força do que a permitida pelo alicate anterior
alicate de pontas redondas normal
– Alicates de corte pequeno e normal – para cortar os fios de ligação à medida pretendida
alicate de corte pequeno
alicate de corte normal
– Descarnador de fios – para retirar o isolante da ponta dos fios e assim permitir ligá-los. Existem descarnadores que permitem descarnar várias secções e fio, desde o mais fino (0,5 mm2) até aos mais grossos. Compre um desses.
descarnador de fios
– Um pequeno torno – para segurar os elementos enquanto os fura, serra, solda, etc.
pequeno torno
– Uma lupa de graduação 3X – para poder ler sem problemas as referências e outras indicações dos componentes electrónicos que, como se sabe, são bastante pequenos. Servirá também para examinar os seus pontos de solda, de modo a ter a certeza que estão OK.
lupa de graduação 3X
– Óculos de segurança – neste tipo de trabalhos manuais é sempre possível que uma peça pequena, um bocado de solda quente, etc. salte para os olhos, o que poderá ser muito perigoso. Não se esqueça que vai serrar, furar com berbequim, soldar,…
óculos de segurança
MULTÍMETRO
Bom, este é essencial. Muitas vezes (mais do que supomos à primeira vista) os circuitos electrónicos não funcionam de acordo com o previsto ou avariam-se. Para podermos descobrir onde está a falha é imprescindível o uso deste aparelho de medida. Existem vários tipos, mas o essencial é que meçam:
Intensidade de corrente eléctrica
Tensão eléctrica
Resistência eléctrica
Encontre um equilíbrio entre preço e qualidade e não vá atrás daquelas mariquices, tipo “faz tudo menos saltar à corda”. Desde que meça aquelas três grandezas eléctricas, serve. Também não convém, em princípio comprar na loja dos trezentos.
multímetro



Posts Relacionados:

1 comentário

1 Curso Básico de Electrónica Prática: O Resumo — ligados à corrente { 02.19.09 at 10:17 }

[…] Curso Básico de Electrónica Prática: capítulo 1 Curso Básico de Electrónica Prática: capítulo 2, secção 1 Curso Básico de Electrónica Prática – capítulo 2, secção 2 Curso de Electrónica Prática: Capítulo 3 – Construção de (Placa de) Circuito Impresso Curso Básico de Electrónica Prática – Capítulo 3 (b): Soldadura de Componentes Construção de Placa de Circuito Impresso: Guião – Tecnologias Aplicadas Curso Básico de Electrónica Prática – Capítulo 4: Multímetro […]

Deixe-nos um comentário