Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Altifalantes – Teoria (máquinas eléctricas 10/…)

Altifalantes

Um altifalante é um motor linear com um pequeno alcance. Tem uma bobina móvel que está ligada de uma maneira flexível a uma fonte de alimentação, não existindo portanto escovas.

A bobina movimenta-se no campo magnético de um íman permanente, que tem geralmente a forma adequada para produzir a máxima força na bobina. A bobina móvel não tem núcleo e por isso o seu peso é pequeno e pode ser acelerada muito rapidamente, o que permite um movimento de alta frequência. Num altifalante, a bobina é fixada num cone de papel de baixo peso, que é suportado, tanto nas suas margens exteriores como interiores, por clips de papel plissado. Na foto abaixo, o altifalante está para além do limite superior normal da sua extensão, e por isso a bobina é visível acima dos pólos magnéticos.
Para baixas frequências, sons de comprimento de onda grandes, são necessários cones mais largos. O altifalante mostrado abaixo tem 380 mm de diâmetro. Os altifalantes projectados para baixas frequências são chamados de woofers. Tem um peso elevado e é difícil acelerá-los rapidamente se lhe aplicarmos sons de altas frequências. Na foto abaixo, é apresentado um corte de forma a podermos ver os componentes internos.
Os tweeters, isto é, os altifalantes projectados para altas frequências, podem ser simplesmente altifalantes com o mesmo desenho, mas mais pequenos, com menor peso, quer nas bobinas quer nos cones. Em alternativa, podem utilizar cristais piezoeléctricos para fazer mover o cone.

Os altifalantes são vistos como motores lineares com um alcance modesto – à volta de algumas dezenas de mm. Motores lineares semelhantes, sem o cone de papel, são frequentemente utilizados para mover as cabeças de leitura e gravação dos discos rígidos dos PCs.

Posts Relacionados:

0 comentários

Ainda não há comentários...

Mande uns "bitaites" preenchendo o formulário abaixo.

Deixe-nos um comentário