Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Electrónica Básica – Apontamentos

Apontamentos de Electrónica Básica, gentilmente cedidos pelo professor Eduardo Ramalhadeiro.

Corrente Eléctrica, Tensão Eléctrica, Multímetro, Utilização prática de aparelhos de medida electrónicos, Transformadores, etc.

Para quem gostar mais do Scribd:

Eletronica_basica.pdf by eddygrinder

Setembro 22, 2013   Não há comentários

Corrente Eléctrica – Ficha de Trabalho

Curso Profissional de Electrónica Automação e Comando
Disciplina de Electricidade e Electrónica
Módulo 1 – Corrente Contínua (10º ano)

CORRENTE ELÉCTRICA

O que acontecerá se ligarmos dois corpos, A e B, diferentemente carregados, por meio de um fio condutor?

Para concretizar, suponhamos, por exemplo, que temos, no laboratório um condensador carregado, em que uma das armaduras (A) está carregada positivamente e a outra (B) negativamente.

Já sabemos que são os electrões que se deslocam nos condutores. No nosso caso, iriam deslocar-se electrões da armadura B para a A.
E quando pararia esse movimento?
Quando ambas as armaduras ficarem com a mesma carga, isto é, QA = QB, ou, consequentemente, VA = VB.
Então, como a d.d.p., ou tensão eléctrica, entre as duas armaduras, é igual a zero, deixa de haver movimento de cargas.

Definição:
Corrente Eléctrica – É o movimento orientado dos electrões, do potencial eléctrico negativo para o positivo.

Repare-se que o facto de a corrente eléctrica parar quando já não há d.d.p. é semelhante ao que se passa na hidráulica, em que deixa de haver “corrente de água” do depósito que contém a água a um nível mais elevado para o menos elevado, logo que os níveis de água nos dois depósitos ficam iguais.

Concluímos então que só há corrente eléctrica entre dois corpos (dois eléctrodos, dois terminais, etc.) quando há diferença de potencial entre eles.

Sentido Real e Sentido Convencional da Corrente
- Hoje sabemos que o sentido real da corrente eléctrica é do potencial negativo para o positivo, pois são os electrões que se movimentam.
- No entanto, quando os fenómenos eléctricos começaram a ser estudados, não se sabia deste facto e convencionou-se que o sentido da corrente era do positivo para o negativo.
É este sentido convencional que ainda hoje se utiliza na análise de circuitos eléctricos.

Intensidade de Corrente Eléctrica: I
Quando um gerador alimenta uma lâmpada, por exemplo, ele fornece continuamente cargas eléctricas ao circuito. Isto é, a secção S dos condutores de alimentação é percorrida por uma quantidade de electricidade (cargas eléctricas) Q, continuamente.

Definição:
Intensidade da Corrente Eléctrica: I – é a quantidade de electricidade Q que passa na secção do condutor em cada unidade de tempo t:

Matematicamente:
Q
I = —-
t
e mede-se em Amperes – A
Q é dado em Coulombs – C e o tempo em segundos – s

Múltiplos e Submúltiplos do Ampere
Como os valores da intensidade de corrente eléctrica variam muito de aplicação para aplicação, usam-se muitas vezes múltiplos e submúltiplos, principalemente:
- miliampere (mA) = 10-3 A = 0,01 A
- microampere (microA) = 10-6 A = 0,000001 A
- quiloampere (KA) = 103 A = 1000 A

Internet:
http://www.edumedia-sciences.com/m106-p1_l2-circuits-and-devices.html
Só deixa experimentar alguns segundos – exige registo
. Analogia Hidráulica da Corrente Eléctrica
. Corrente Eléctrica – movimento orientado; agitação térmica
http://www.edumedia-sciences.com/m106-p2_l2-circuits-and-devices.html
. Circuito eléctrico – simulação
http://br.geocities.com/saladefisica3/laboratorio/corrente/corrente.htm
. Corrente Eléctrica – movimento orientado de electrões

Questões:
1. Tendo em atenção a figura seguinte, indique o que se passará quando ligo os dois corpos através de um fio condutor?
_________________________________________________
_________________________________________________
_________________________________________________

Esboce o desenho de como ficarão os dois corpos (número de cargas de cada) ao fim de algum tempo, após a tal ligação por fio condutor.

2. O que entende por corrente eléctrica?
_________________________________________________
_________________________________________________
_________________________________________________

3. Indique as condições que deveremos ter obrigatoriamente para que possa haver corrente eléctrica.
_________________________________________________
_________________________________________________
_________________________________________________

4. Indique os sentidos real e convencional da corrente na figura seguinte

5. a) Um fio condutor eléctrico é atravessado, num determinado ponto, por uma quantidade de electricidade de 2 Coulombs em 0,5 segundos. Qual o valor da
intensidade de corrente que circula nesse ponto do circuito?

b) Que quantidade de electricidade passará nesse ponto ao fim de 20 segundos?

6. Efectue as seguintes conversões:

a) 2 A = _____ mA

b) 2 A = _____ microA

c) 2 A = _____ KA

d) 2KA = ____ A

e) 2KA = ______ mA

f) 200 mA = ______ A

g) 2000 microA = _____ A

h) 0,00001 A = _____ mA

i) 0,00001 A = _____ microA

j) 0,125 A = ______ mA

k) 12500 A = _____ KA

l) 0,125 mA = ______ microA

Março 3, 2009   Não há comentários

Circuito Eléctrico Simples: Fluxo de electrões / Corrente eléctrica – Animação

Circuito Eléctrico: animação simplificada do movimento dos electrões (sentido oposto ao convencionado para a corrente) num circuito eléctrico simples com uma bateria, um interruptor e uma lâmpada.

Corrente Eléctrica é o fluxo de cargas.

Covencionalmente é o fluxo de cargas positivas. Contudo, num circuito simples como o ilustrado na animação, a corrente através do fio condutor é, na realidade, composta por electrões que fluem do pólo negativo da bateria (o cátodo, na parte de baixo da bateria) e vai até ao pólo positivo (o ânodo, na parte de cima da bateria). O esquema acima mostra o mesmo circuito da animação mas numa forma esquemática standardizada (isto é, um esquema eléctrico). As duas linhas paralelas de comprimentos diferentes marcadas na bateria representam uma célula única, ou seja, uma pilha normal de 1,5 V. Tecnicamente, uma bateria é uma série de células agrupadas para poderem fornecer uma tensão eléctrica mais elevada, por exemplo uma bateria de carro. A bateria na animação é uma célula única, isto é, uma pilha.

O fluxo de electrões tem o sentido oposto ao convencionado para o sentido da corrente eléctrica. A bateria fornece a força-electromotriz (ou f.e.m.) que “empurra” os electrões através dos fios condutores do circuito. A força-electromotriz é medida em volts. De certa forma é similar à energia potencial armazenada num qualquer objecto no cimo de uma montanha. O objecto pode rolar pela montanha abaixo e perder a sua energia potencial e, de forma análoga, os electrões fluem através da queda de tensão (ou diferença de potencial) à medida que atravessam o circuito.

Notas: Quando o interruptor é ligado (cerca de um segundo na animação), o circuito é fechado e a corrente começa a fluir. Isso faz com que a lâmpada acenda. Nesta animação, é o fluxo de electrões que é ilustrado. Como esta animação foi feita para o ajudar a visualizar o verdadeiro processo, pensámos ser melhor visualizar o sentido real do movimento das cargas. Estes electrões pertencem à banda de condução do metal. A banda de condução é o nível de energia no qual os electrões mais exteriores dos átomos do metal (condutor) não estão muito fixados a um átomo específico mas encontram-se livres para se mover ao longo do material metálico. Quando o circuito é fechado, fechando-se o interruptor, a bateria força os electrões a fluir pelos fios condutores, criando assim a corrente eléctrica.

Unidades no Sistema Internacional mais usadas em electricidade:
Volts (V): unidade da diferença de potencial, f.e.m, ou tensão eléctrica
Ohm (Ω): unidade de resistência eléctrica
Amperes (A): unidade de corrente eléctrica
Coulombs ( C ): Unidade de carga eléctrica (= carga deslocada quando um ampere de corrente flui por segundo)
Watts (W): unidade de potência eléctrica (energia eléctrica por unidade de tempo). Em circuitos eléctricos, um watt é produzido quando uma corrente de um ampere flui debaixo de uma diferença de potencial de 1 volt.
Joule (J): unidade de energia

Estas unidades estão relacionadas umas com as outras por fórmulas simples.
Por exemplo, se a diferença de potencial é 1 volt e a resistência é 1 ohm, então a corrente que flui será de 1 ampere. Um watt é um joule por segundo. Um ampere é um coulomb por segundo. Sendo tudo o resto igual, se duplicarmos o valor da tensão eléctrica, o valor da corrente eléctrica também duplicará. Se passar a diferença de potencial para metade a corrente também passará para metade. Se duplicarmos a resistência a corrente passará para metade. Se passar a resistência para metade, a corrente duplicará o seu valor. Etc.

Novembro 19, 2008   1 Comentário