Imagens de cabeçalho aleatórias... Recarregue a sua página para ver mais!

Electrónica Fundamental – Módulo 6 – Amplificadores Com Transístores Bipolares – Folhas / apontamentos

Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos
Disciplina: Electrónica Fundamental
Ano: 11º
Módulo 6 – Amplificadores com Transístores Bipolares

Curso Profissional de Técnico de Electrotecnia
Disciplina: Electricidade e Electrónica
Ano: 11º
Módulo 7 – Amplificadores com Transístores Bipolares

Folhas / Apontamentos (em word), com teoria + exercícios (56 páginas)

Num post futuro será colocado um relatório de um trabalho de laboratório sobre este tema – construção e análise de um amplificador com transístor bipolar.

“Faça o seu LOGIN para ver o resto deste post”

Maio 23, 2019   No Comments

AMPOP – Estudo do Ampop / Calculadora – Simulador online AMPOPs

Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos
Disciplina: Electrónica Fundamental
11º Ano
Módulo 7 – Amplificadores Operacionais

Curso Profissional de Técnico de Electrotecnia
Disciplina: Electricidade e Electrónica
11º Ano
Módulo 6 – Amplificadores Operacionais

Curso Profissional de Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Clique na imagem para usar o simulador

Abril 7, 2019   No Comments

Lei de Faraday – Animação interactiva

Curso Profissional de Técnico de Electrotecnia (e outros)
Disciplina: Electricidade e Electrónica
Ano: 10º
Módulo 3 – UFCD 6009
Magnetismo e Electromagnetismo


Lei de Faraday

EXPERIÊNCIA DE FARADAY – INDUÇÃO MAGNÉTICA
LEI DE FARADAY

Quando Michael Faraday fez a sua descoberta da indução eletromagnética em 1831, ele colocou a hipótese de que é necessário a existência de de um campo magnético variável para induzir uma corrente num circuito nas suas proximidades.
Para testar essa hipótese construiu uma bobina enrolando um fio condutor eléctrico num cilindro de papel. Ligou essa bobina a um galvanómetro (amperímetro que consegue medir correntes muito pequenas, da ordem dos microampere), e de seguida movimentou um íman para o interior e para o exterior desse cilindro.




Quando se move esse íman para a frente e para trás, observa-se que a agulha do galvanómetro se move, indicando pois que existe uma corrente induzida no circuito. Repare-se também que a agulha do galvanómetro regressa imediatamente ao zero quando o íman não se encontra em movimento (qualquer que seja a sua posição). Farady confirmou assim que um campo magnético variável (móvel) é necessário para que surja uma indução eletromagnética.

Março 27, 2019   No Comments